Quarta, 24 de Julho de 2024
Geral HABEAS CORPUS

TJ-PI concede Habeas Corpus a proprietário de terreno em que cerca eletrificada provocou a morte de homem em Oeiras

Franciel Pereira de Sousa Silva, 28 anos, morreu eletrocutado ao tocar uma cerca que estava eletrificada, em 16 de março do corrente ano.

13/06/2024 às 14h55 Atualizada em 13/06/2024 às 15h06
Por: Carlos Valentim
Compartilhe:
TJ-PI concede Habeas Corpus a proprietário de terreno em que cerca eletrificada provocou a morte de homem em Oeiras

O Tribunal de Justiça de Estado do Piauí, em decisão nesta quinta-feira, 13, concedeu um habeas corpus ao proprietário de terreno em que Franciel Pereira de Sousa Silva, 28 anos, morreu eletrocutado ao tocar uma cerca que estava eletrificada, em 16 de março do corrente ano.

A cerca de arame farpado, no assentamento Caldeirões, teria sido energizada irregularmente pelo proprietário, que estava preso desde o dia do fato. Ele passou por audiência de custódia e teve a sua prisão preventiva decretada.

O homem, que será monitorado por tornozeleira eletrônica, foi defendido pelo escritório Fontes & Coriolano, tendo como advogado Dr. Fleyman Fontes, que optou não se manifestar sobre o caso. "Nos manifestemos sobre esse caso apenas nos atos processuais", limitou-se a dizer. 

O caso em questão teve ampla repercussão em todo o estado. Testemunhas contaram que o proprietário do terreno  teria realizado uma gambiarra e feito a ligação direto na tomada de casa, supostamente, para evitar que crianças entrassem em sua propriedade, bem como impedir furto de galinhas.

Franciel Pereira de Sousa Silva, trabalhava em uma construtora e estava no local para pegar aterro. Ao tocar na cerca, recebeu uma forte descarga elétrica, resultando em morte imediata. Franciel conforme informações de populares, passaria em uma caçamba a serviço e ao tentar abrir uma cancela improvisada com madeira e arame farpado para entrar com o veículo,  sofreu a descarga elétrica morrendo no local.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias