Quarta, 24 de Julho de 2024
Opinião OPINIÃO

Cinquentenário de telurismo

Por Carlos Rubem

09/07/2024 às 08h13 Atualizada em 09/07/2024 às 08h27
Por: Carlos Valentim
Compartilhe:
Cinquentenário de telurismo

POR CARLOS RUBEM

 

Agora em julho (2024), faz 50 anos da migração, de Oeiras para Fortaleza, do casal Laís e Quincas Reis (falecidos) e seus 05 filhos, a saber: Goreti, Júnior, Paulo, Regina e Luciano.

Desde criança, Seu Quincas começou a trabalhar no armazém de cereais, compra e venda de peles de animais, do Sr. Antônio Guaraná Mendes, que o chamava de “Menino de Ouro”.

O perfilado era primo e da mesma idade do meu pai, Ditinho Reis, que muito o admirava. Cidadão acatado na sociedade oeirense. Criatura boníssima, honesta. Tornou-se vice-prefeito da terrinha (1971/1972).

Ao convolar-se, nos anos cinquenta, formou um perfeito casal. Adveio-lhe os descendentes acima listrados. Houve  09 netos e 08 bisnetos, todos nascidos na capital alencarina.

A Laisinha era muito comunicativa, simpática. A parelha tinha uma legião de amigos, compadres. Benquistos!

Tornaram-se uma espécie de Embaixadores de Oeiras naquela praiana cidade. Recebiam, com frequência, visitas de conterrâneos. Solidários a toda prova. Ponto de apoio para os náufragos, como eu, que ia filar a sua boia dominical.

Demonstravam carinho e respeito a todos. Muito religiosos. Trabalhavam com afinco, obtendo sucesso empresarial. Souberam transmitir à sua prole princípios morais. Nunca cortaram o cordão umbilical com a nossa gente, sentimento absorvido pelos seus pósteres.

Em face desta intimista efeméride, comemorada sábado passado (06.07.2024), mandaram conceber um expressivo logotipo no qual vê-se a silhueta da “Velha Matriz, Amada Catedral” de N. Sra. da Vitória — Padroeira de Oeiras e do Piaui  — e a réplica da Estátua de Iracema, erguida à beira-mar, personagem literária do romancista cearense José de Alencar, além de outros informes referentes ao cinquentenário em apreço.

Bonito constatar a união, o revigoramento familiar baseada em valores imponderáveis. Oeiras alegra-se com a reafirmação telúrica destes ilustres e queridos filhos. Digno exemplo a ser seguido por quem valoriza, ama a terra onde nasceu.

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias