Sábado, 28 de Maio de 2022 19:37
(89) 98819 1028
Polícia ABSOLVIDO

Djalma Filho é absolvido da acusação de ser mandante do assassinato do apresentador Donizetti Adalto

O julgamento ocorreu nesta quarta-feira (27) na Primeira Vara do Tribunal do Júri Popular.

28/04/2022 06h55 Atualizada há 1 mês
Por: Da Redação
Djalma Filho é absolvido da acusação de ser mandante do assassinato do apresentador Donizetti Adalto

 

O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri Popular absolveu o advogado Djalma Filho da acusação de ser o mandante do assassinato do então apresentador da TV Meio Norte Donizetti Adalto, que disputava uma cadeira na Câmara dos Deputados em 1998, mas foi alvo de uma emboscada ainda durante as eleições.

Na época, o então vereador de Teresina Djalma Filho foi apontado pelas autoridades como mandante do crime que abalou o estado.

O júri, presidido pelo juiz Antônio dos Reis Nolêtto, decidiu, no entanto, quase duas décadas e meia depois, pela absolvição de Djalma Filho.

O julgamento ocorreu nesta quarta-feira (27) na Primeira Vara do Tribunal do Júri Popular.

O promotor de Justiça responsável pelo júri era Régis Marinho.

O resultado pela absolvição foi 4 a 1. 

Donizetti Adalto foi assassinado no dia 19 de setembro de 1998, na Avenida Marechal Castelo Branco, morto a tiros e com notórios sinais de espancamento no seu rosto.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias